Produtos
Busque também por
Categorias
Grupos

Toda mãe sabe que os primeiros meses de vida do bebê são de adaptação. Os pais estão conhecendo os hábitos dos pequeninos e eles  estão em pleno desenvolvimento de suas habilidades e funções vitais.

É comum relatos de que os recém-nascidos tenham irregularidade no sono e nas mamadas e que sofram com as terríveis cólicas. Embora não haja uma causa específica para as dores, os principais sinais são choro excessivo e  mal-estar. A criança chega a ficar com o rosto vermelho de tanto chorar, as perninhas ficam contraídas e os dedinhos do pé também.

Por mais que o bebê esteja seco e alimentado, o desconforto não passa. A estudante de nutrição, Camila Albuquerque Zanetti, sabe o que é isso.

O seu bebê, o Érik, de 6 semanas, sofreu muito com as cólicas. Elas começaram já nos primeiros dias de sua vida. Ele tentava mamar e ficava se contorcendo e chorando por conta de gases e cólicas.

A família já tinha testado várias remédios convencionais, inclusive os importados e nada fazia efeito. Foi aí que a Camila, que é lá do Amazonas, chegou até  o e-commerce da Botica Alternativa e encontrou uma fórmula específica para aliviar o desconforto das cólicas.

Quando o medicamento chegou – o Colibaby, uma fórmula homeopática da Botica Alternativa para acalmar e melhorar o desconforto da criança com as cólicas –  as coisas começaram a melhorar. “A gente percebia que em meia hora, no máximo, já estava fazendo efeito”, conta.

As “gotinhas mágicas” mudaram a vida do Érik. As mamadas passaram a ser momentos de ligação com a mãe e nutrição, como deve ser. “Nós percebemos que eu dava o remédio, esperava um pouquinho, e depois quando ele fosse mamar estava tranquilo e conseguia se alimentar normalmente”, explica.

O Érik continua tomando a fórmula homeopática e cresce bem. A sua mãe, que não tinha nenhuma experiência com a homeopatia, muito pelo contrário, duvidava dos efeitos, hoje recomenda.

“Eu super recomendo. Eu achei muito eficaz o tratamento com homeopatia, eu não acreditava tanto neste tipo de tratamento. Esse é o meu segundo filho, na época da minha filha, se eu tivesse conhecido, eu não teria passado pelo que a gente passou, ela sofreu muito. Não tinha o que fizesse, tinham remédios que eram placebos e várias coisas que não deram certo. Agora eu confio totalmente na homeopatia”.

E você, conte pra nós como a homeopatia ajudou na busca por mais qualidade de vida.

Você já deve ter ouvido falar sobre homeopatia. Mas, talvez, não esteja certo se essa é a melhor alternativa para o tratamento dos sintomas que está sentindo. Por isso, nós resolvemos fazer uma lista das vantagens da homeopatia e esclarecer as principais dúvidas.

1. É uma especialidade médica e não uma “moda”.

Esse método de tratamento foi criado no século XVIII pelo médico alemão, Samuel Hahnemann. Cansado das práticas médicas utilizadas até então, ele procurou uma maneira de reduzir os danos causados pelos efeitos colaterais associados ao tratamento médico convencional.

No Brasil, a homeopatia chegou em 1840, mas só foi reconhecida como uma especialidade médica pela Associação Médica Brasileira (AMB) em 1980.

Os médicos e os farmacêuticos passam por uma formação específica. E somente depois de treinados em escolas ou institutos podem exercer a prática clínica homeopática.

2. É natural

Todo medicamento é elaborado a partir de elementos da natureza, extraídos de minerais, vegetais ou animais. Há uma técnica de diluição e dinamização específica que produz uma fórmula que estimula o sistema imunológico e traz vitalidade para todo o organismo.

3. É segura

Samuel Hahnemann, o pai da homeopatia, percebeu que quanto mais ele diluía os medicamentos menores eram os efeitos colaterais.

Percebeu, com a diluição, que as substâncias não causavam danos ao organismo.

Por isso, pessoas de todas as idades podem utilizar fórmulas homeopáticas, inclusive bebês, gestantes e lactantes ou pessoas alérgicas.

Também pode ser utilizada junto com remédios convencionais, como anti-inflamatórios.

4. Está presente em muitos países

A homeopatia é uma das medicinas alternativas mais populares no mundo. É  utilizada em mais de 80 países, principalmente na Europa, França, Inglaterra, Suíça e Alemanha. Em alguns lugares, faz parte dos sistemas de saúde.

No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece consultas com homeopatas. Estima-se que mais de 100 mil médicos e 30 milhões de pacientes em todo o mundo utilizam frequentemente deste método terapêutico.

5. Não trata só a doença, ela trata o todo

É uma medicina, por natureza, preventiva. Ou seja, ela que ajuda a prevenir outras doenças. Por isso, quando se faz o tratamento de algum sintoma ou caso agudo, todo o organismo melhora como um todo.

6. Acessível e fácil de usar

A maioria dos medicamentos são em forma líquida ou em glóbulos, por isso, os pais conseguem dar, inclusive, aos bebês.  Além disso, o preço de um medicamento homeopático é mais acessível em comparação com um remédio convencional.

Gostou? Leia também:

Homeopatia alivia as cólicas dos bebês
 

Preparadas a partir de plantas frescas ou secas, as tinturas homeopáticas são a base para vários medicamentos na homeopatia.  Elas são soluções líquidas com princípios ativos de plantas. As tinturas podem ser feitas a base de água, álcool ou glicerina. Importantes aliadas para o combate e a prevenção de sintomas,  elas são  indicadas para todas as faixas etárias.  

Apesar de serem a base para outros medicamentos homeopáticos, como os florais, há muitas dúvidas a respeito do seu uso. Tire as suas dúvidas sobre as tinturas.

1  As tinturas possuem contraindicação?
Não há contraindicações para o uso de tinturas. Elas são seguras e eficazes e podem ser ministradas para todas as idades.

2 Há álcool na composição da tintura?
Há 3 tipos de tinturas, aquelas que são feitas a base de água, álcool ou glicerina.

3 Posso dar tinturas para tratar sintomas de meu filho pequeno?
Busque aquelas tinturas feitas à base de água ou glicerina para o tratamento em crianças.

4 Como as crianças devem tomar as tinturas?
Dê para a criança sempre a tintura diluída em água ou suco e a metade da dosagem indicada na posologia.

5 Para o adulto, como deve ser  utilizada a tintura?
Dilua a quantidade da tintura indicada na bula em 200 ml de água.

6 Há efeitos colaterais do uso da tintura, por exemplo, aumento da oleosidade da pele?
Não há nenhum efeito colateral do uso das tinturas.

7 Posso dar tintura para o meu pet?
Prefira as tinturas que não são a base de álcool para dar ao pet.

8 Posso utilizar tinturas de plantas diferentes ao mesmo tempo?
Você pode tomar tinturas de diferentes plantas ao mesmo tempo sem que isso cause qualquer risco à sua saúde.

10 Preciso de receita médica para comprar tinturas?
As tinturas são medicamentos naturais, feitos a partir de plantas, por isso, não é necessário receita para comprar.